Silicone para ficar malhado.

Post Image

Cuidar da aparência não é mais assunto do universo feminino. Cada vez mais vaidosos, os homens procuram por tratamentos estéticos como depilação, tratamentos para pele, cabelos e cirurgias plásticas.
Essa tendência também serve para o implante de silicone, que é famoso por deixar o corpo das mulheres com mais contornos e agora está sendo utilizado como recurso para os homens que buscam um visual mais “sarado” sem muito esforço.

Para o público masculino, há próteses para tórax, glúteos, panturrilhas, coxas, bíceps e tríceps. Desde 2008, a procura dos homens pelo silicone vem crescendo consideravelmente no Brasil. Em 2009, quase dois mil homens do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Paraná colocaram próteses de silicone para ficar com o corpo desenhado, segundo números levantados pelo Ibope.



O silicone caiu realmente no gosto dos homens. A busca pela imagem perfeita e o desejo de ter o corpo forte e malhado, mas sem demandar muito exercício físico, é o que motiva homens de todas as idades. Isso mostra que o medo da cirurgia e o preconceito estão diminuindo.
As próteses mais procuradas por eles são a de tórax, que dá mais volume aos músculos peitorais e, nos braços, as de bíceps.
A cirurgia
Todas as próteses masculinas são colocadas por baixo dos músculos, por meio de uma pequena incisão na pele. Para fazer a cirurgia, os pacientes precisam passar por uma anestesia geral e ficar em observação por algumas horas. Após 24 horas da cirurgia, o paciente pode voltar para casa, e cinco dias depois pode retomar suas atividades habituais. Os exercícios físicos devem ficar suspensos por 45 dias para evitar que as próteses, que ainda não estão fixas, saiam do lugar e deixem o corpo deformado.
A cirurgia para colocação da prótese no tórax, que é a mais comum, é a mais complexa. O cirurgião faz uma pequena incisão na axila onde cria um espaço para inserir o silicone abaixo do músculo peitoral, deixando-o para frente. Podem ser colocados até 300 mililitros de silicone no peitoral, dando aos músculos do peito volume sem que eles percam a naturalidade.
Os riscos existem
É importantíssimo que o paciente conheça bem o cirurgião plástico, saiba se ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, e nunca faça a operação em um consultório ou clínica sem condições de receber esse tipo de cirurgia. Casos de pessoas que sofreram complicações durante uma cirurgia estética normalmente são causados pela falta de perícia do cirurgião e realizadas fora de um ambiente hospitalar.
As restrições para a colocação de silicone são as mesmas de qualquer outra cirurgia. Pessoas com doenças sistêmicas não controladas, diabetes e hipertensão precisam falar sobre o seu caso para ser feita uma avaliação se a cirurgia pode ser feita ou não.

Diferenças entre as próteses
Nos bíceps, tríceps, na panturrilha e nos glúteos, o material usado nas próteses é o mesmo para os dois sexos, só variando no volume e na forma. Já no peitoral os dois implantes são fabricados com dois tipos diferentes de gel, devido às características anatômicas do homem e da mulher. A prótese feminina é arredondada e grossa, já para o público masculino o perfil é retangular e fino, simulando o músculo peitoral.

Dá para perceber?
Boa notícia para os homens e má notícia para as mulheres que querem músculos de verdade: o silicone masculino consegue passar despercebido. A prótese fica com aparência totalmente natural, sendo imperceptível tanto ao olhar como ao toque. Como as próteses masculinas ficam embaixo dos músculos é quase impossível percebê-las, inclusive as do peitoral. Já as mulheres não têm a mesma sorte. Mesmo que hoje as próteses femininas sejam muito mais naturais que há dez anos, elas são mais facilmente identificadas do que as masculinas por ficarem sobre a musculatura.

Vi aqui